terça-feira, 22 de abril de 2014

Chery QQ problemático faz consumidora indignada expor os problemas em redes sociais

Transcrevendo na íntegra o depoimento de uma colega do grupo Chery Nunca Mais! do Facebook:




COMPARTILHEM, POR FAVOR!!! E LEIAM!!!!NÃO comprem veículos da MARCA Chery!!!
Aguardo resposta da Chery Brasil:-Veículo modelo QQ zero km encaminhado à concessionária pela empresa seguradora. Aguardando troca do veículo, IMPOSSIBILITADO PARA USO EM DECORRÊNCIA DE PANE GRAVE DO MOTOR, PANE NA TROCA DE MARCHAS, PERIGO SOFRIDO EM VIA EXPRESSA DE ALTA VELOCIDADE UTILIZADA PELA PROPRIETÁRIA PARA DESTINO AO SEU TRABALHO, PANE NO AR CONDICIONADO, VEÍCULO APRESENTOU FUMAÇA NA PARTE TRASEIRA SEM NENHUM REPARO PELA VIVA CAMPINHO, PEÇA NOVA MAS ENFERRUJADA, INCOMPATÍVEL COM O POUCO/INEXISTENTE USO DO VEÍCULO SUPRACITADO E PERIGO DE VIDA À PROPRIETÁRIA EM DECORRÊNCIA DOS PROBLEMAS LISTADOS E APRESENTADOS EM APENAS DOIS DIAS DE USO, VEÍCULO ABASTECIDO SOMENTE NO POSTO E COM GASOLINA INDICADOS PELA VIVA CAMPINHO, por outro modelo QQ, marca Chery, do mesmo valor ou solução do litígio na esfera jurídica.
***obs: CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR EMBASANDO O MEU DIREITO - VIDE ABAIXO.***
Fiz contato telefônico com a Chery Viva Campinho, do grupo Milocar, com o vendedor HADRIAN, que, agindo de má fé, gerou uma proposta de venda alegando que pesquisaria meus dados para um possível financiamento do veículo "QQ". Mesmo afirmando que a cor desejada era a VERMELHA, o vendedor afirma ter em estoque um do referido modelo na cor PRETA, gerando a proposta de venda, sem explicar, durante o contato telefônico, sobre o que se tratava, pois expliquei que não possuía conhecimento sobre adquirir veículos zero km.Resolvo ir à concessionária RUBRA MOTORS, localizada na Barra da Tijuca. Quando resolvo finalizar a compra, o vendedor mostra-me, através do sistema da Chery, que o veículo QQ preto na Viva Campinho encontrava-se atrelado ao meu nome, o que me causou estranheza, pois não recebi mais nenhum contato telefônico do vendedor HADRIAN DA VIVA CAMPINHO. Dessa forma, estaria impossibilitada de dar prosseguimento à compra do QQ vermelho na Rubra. Surpreendentemente, recebi contato telefônico do vendedor HADRIAN no dia seguinte, pois deveria cancelar a proposta de venda gerada de má fé ou faria a compra de outro veículo, aguardando prazo indefinido, através da RUBRA. Diante da explicação de sua ausência em decorrência de problemas pessoais, BASTANTE RECORRENTES POR SINAL, sinaliza-me que conversou com a gerência e que não teria como transferir o veículo para a RUBRA, contradizendo-se em alguns momentos pois não falava a verdade.Após esclarecimento com o gerente da VIVA Campinho, que efetivamente ofereceu-me suporte na venda do veículo, repassando dados bancários para entrada e demais informações e dúvidas sanadas, resolvi realizar a compra em decorrência do atendimento da GERÊNCIA.O procedimento com meu banco, BANCO DO BRASIL, foi bastante ágil, liberando a retirada do veículo no dia 04 de abril, na concessionária VIVA CAMPINHO. O vendedor HADRIAN não realizou a entrega do veículo, sem suporte algum à venda realizada. Os acessórios contratados com a Vendedora Carol foram realizados através DA MINHA INICIATIVA, pois o vendedor HADRIAN NÃO OFERECEU NENHUM SUPORTE/EXPLICAÇÃO. O veículo saiu da concessionária com VÁRIOS DEFEITOS DE FABRICAÇÃO, EXPOSTOS A SEGUIR:- Dia 08 de abril de 2014: veículo apresenta graves problemas na troca de marchas durante percurso de linha expressa, Linha Amarela, no período da manhã, trafegando à 20 km/hora, sendo necessário acionar o ALERTA para tentar assegurar a minha segurança diante do problema das marchas e o pedal da embreagem, além de uma fumaça forte na parte traseira do veículo (problema relatado na concessionária e não verificado.) Veículo rebocado pela empresa seguradora para a Concessionária VIVA CAMPINHO.*Apenas reparo no pedal e protetor de cárter, sem nenhuma verificação mais séria diante dos problemas apresentados.*OBSERVAÇÃO: PROPRIETÁRIA E SEU MARIDO FALTARAM AO TRABALHO PARA TENTAR SOLUCIONAR O IMPASSE.-Dia 09 de abril: Proprietária voltou ao seu domicílio, durante o período da manhã, ao constatar que o veículo voltou a apresentar problemas com a troca de marchas e embreagem, igual ao episódio do dia anterior, mesmo que o Setor de Mecânica da VIVA CAMPINHO ASSEGUROU TER SANADO TODOS OS PROBLEMAS DO VEÍCULO.Veículo agendado para ser emplacado no Detran, Posto Barra da Tijuca, o que foi impossibilitado, mesmo com todas as taxas pagas e agendamento, em decorrência de alerta no painel do veículo indicando problema no motor e carro "trepidando" de forma intensa e anormal com o uso MÍNIMO DO AR CONDICIONADO, QUE TEVE QUE SER DESLIGADO.obs 1: MANUAL DO VEÍCULO INDICA QUE O ALERTA DE PROBLEMA NO MOTOR OBRIGA O CONDUTOR A PARAR IMEDIATAMENTE O VEÍCULO, O QUE FOI FEITO PELA PROPRIETÁRIA.obs 2: CANO DE DESCARGA JORRANDO ÁGUA EM DECORRÊNCIA DE PANE COM USO DO AR CONDICIONADO E A REFERIDA PEÇA ENCONTRA-SE ENFERRUJADA.obs 3: TAL SITUAÇÃO PROVOCOU O IMPEDIMENTO DO EMPLACAMENTO DO VEÍCULO, POIS A PROPRIETÁRIA ACIONOU IMEDIATAMENTE O SERVIÇO DE REBOQUE, POIS O VENDEDOR HADRIAN NÃO SE RESPONSABILIZOU PELO VEÍCULO, MESMO INFORMADO QUE O VEÍCULO SE ENCONTRAVA COM NOVOS PROBLEMAS E AINDA MAIS GRAVES, EXIMINDO-SE VERBALMENTE DE RESPONSABILIDADE/CULPA.obs.: 4: PROPRIETÁRIA FALTOU AO TRABALHO POIS O VEÍCULO APRESENTOU NOVAMENTE PROBLEMAS COM A MARCHA E EMBREAGEM, IMPOSSIBILITANDO O TRÁFEGO SEGURO PARA SEU TRABALHO, ALÉM DE SINAL DE PROBLEMA COM MOTOR E PROBLEMA AO UTILIZAR O AR CONDICIONADO E CILINDRO DEFEITUOSO DE FÁBRICA!!!!!Veículo rebocado para a Central da empresa seguradora em decorrência do horário e trânsito, impossibilitando entrega à concessionária em virtude da NEGATIVA DO VENDEDOR ATRAVÉS DE CONTATO TELEFÔNICO, afirmando que a CHERY VIVA CAMPINHO NÃO POSSUI NENHUM RESPONSÁVEL PARA RECEBIMENTO DE VEÍCULOS VENDIDOS PELA MESMA E NECESSITANDO DE SERVIÇO DE REBOQUE.obs 5: A proprietária e seu marido ficaram SEM TRANSPORTE PARA SEU DOMICÍLIO, SEM PODER TRABALHAR DURANTE DOIS DIAS E A PROPRIETÁRIA ENCONTRA-SE DESDE O DIA 07 DE ABRIL SEM VEÍCULO, QUE JÁ FOI QUITADO, PARA CUMPRIR SUAS OBRIGAÇÕES PESSOAS E PROFISSIONAIS, CAUSANDO DANOS MATERIAIS E MORAIS, PRINCIPALMENTE EM DECORRÊNCIA DA ORIENTAÇÃO FORNECIDA ATRAVÉS DE CONTATOS TELEFÔNICOS COM O VENDEDOR HADRIAN DA VIVA CAMPINHO.VEÍCULO ZERO KM, INTEGRALMENTE QUITADO, RETIRADO HÁ APENAS 07 DIAS CORRIDOS, NÃO DISPONÍVEL PARA ATENDER ÀS NECESSIDADES DA PROPRIETÁRIA, PROVOCANDO À MESMA A SÉRIOS RISCOS EM DECORRÊNCIA DOS PROBLEMAS DE FABRICAÇÃO APRESENTADOS PELO MODELO QQ, 2013/2014, COR PRETA, JÁ REBOCADO POR 02 VEZES NAS DATAS SUPRACITADAS.
***Atualmente, SAC, Departamento Jurídico, Gerente de Vendas da Vivo Campinho Marcos Bezerra, Grupo Milocar, Canais de Defesa do Direito do Consumidor, Viva Recreio - Oficina, Gerente e Assistente do Banco do Brasil e suporte jurídico acionados para solucionar tal impasse. Restando um BOLETIM DE OCORRÊNCIA em uma DP ou Delegacia do Consumidor para instaurar inquérito policial e perícia no veículo e início da solução na esfera jurídica.***
ATENÇÃO!!!! RESPEITO AO CONSUMIDOR E À LEGALIDADE!ISSO É BRASIL:"Código de Defesa do Consumidor - lei 8078/90Art. 6º São direitos básicos do consumidor:I - a proteção da vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços considerados perigosos ou nocivos; [...]Art. 8° Os produtos e serviços colocados no mercado de consumo não acarretarão riscos à saúde ou segurança dos consumidores, exceto os considerados normais e previsíveis em decorrência de sua natureza e fruição, obrigando-se os fornecedores, em qualquer hipótese, a dar as informações necessárias e adequadas a seu respeito. [...]Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.§ 1° Não sendo o vício sanado no prazo máximo de trinta dias, pode o consumidor exigir, alternativamente e à sua escolha:I - a substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de uso;II - a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos;III - o abatimento proporcional do preço. [...]§ 3° O consumidor poderá fazer uso imediato das alternativas do § 1° deste artigo sempre que, em razão da extensão do vício, a substituição das partes viciadas puder comprometer a qualidade ou características do produto, diminuir-lhe o valor ou se tratar de produto essencial."
NÃO ESTOU PEDINDO NENHUM FAVOR, APENAS MEU DIREITO.COMPARTILHEM!!!
Link para o post no Facebook:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=633822366671586&set=a.181359321917895.52366.100001314867488&type=1&theater

Nenhum comentário:

Postar um comentário