quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

E a gente vai levando...

Vou fazer um breve sumário (em ordem cronológica) das ações que venho tomando para ter meus direitos como consumidor respeitados, excluindo telefonemas, emails e idas à concessionária:

OBS.: Retirei o carro da concessionária em 07/02/2012.

  • 1ª Notificação Extrajudicial, realizada em 26/03/2012, entregue em mãos da responsável pelo pós-vendas, que se negou a protocolar o documento. 
  • 2ª Notificação Extrajudicial, realizada em 30/04/2012. Enviada pelos Correios com AR, mas a funcionária que recebeu o documento não preencheu corretamente o AR.
  • 3ª Notificação Extrajudicial, realizada em 12/07/2012. Enviada pelos Correios com AR, mas, novamente, a funcionária que recebeu o documento não preencheu corretamente o AR. Desisti de tentar amigavelmente por aqui.
OBS.: As três notificações foram enviadas por email também para o SAC da Chery Brasil.
  • Processo Judicial, ajuizado em agosto de 2012 no TJ-RN. O processo se "arrastou" por 18 meses, até que a primeira audiência foi marcada para março de 2014.
  • Criação deste blog, em 14/11/2013.
  • Reclamação diretamente com a Chery International, em dezembro de 2013.

Até hoje, não recebi qualquer retorno da Redenção Chery (Natal/RN), da Chery Brasil ou da Chery International sobre estas minhas notificações, reclamações e ações. Sequer um telefonema ou e-mail. Nada, silêncio absoluto. É como se eu estivesse tentando contatar empresas que faliram ou que encerraram suas operações.

Acha que o meu caso é isolado? Visite o grupo Chery Nunca Mais! e veja os relatos das mais de 130 pessoas que hoje o compõem com apenas 3 meses de vida.




Atualização (13/03/2014): Hoje, finalmente, tivemos a audiência preliminar, de conciliação.Como esperado, os representantes da Chery Brasil e da Redenção Chery não apresentaram qualquer proposta conciliatória. Assim sendo, o juiz procedeu à convocação de uma perícia, para apuração dos problemas do carro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário